Passo

Às vezes chegamos tão perto de alcançarmos nossos objetivos que começamos a acreditar tão fortemente que somos intocáveis, que nada nos impedirá de chegarmos onde queremos, que esquecemos que a estrada que trilhamos tem curvas. Curvas que são traiçoeiras e quase nunca nos deixam saber ao certo o que está por vir. Que mudam o fluxo dos acontecimentos de uma hora pra outra.

Nenhum ser humano é perfeito. No balanço do mundo em que vivemos temos de aprender que existem vitórias e derrotas, como existem também aqueles momentos de realização absoluta e os de miséria imesurável. São estas fases que nos fazem ésspas capazes de lidar com o mais difícil dos obstáculos, de vibrar com as conquistas e aprender com as perdas.

Derrota é, em uma verdade bem pura, inexistente. Nada mais é do que uma palavra criada para expressar uma não-vitória completa, na falta de descrição mais plausível. Isto acontece com todos e cada um de nós em alguma fase da vida (ou em todas), mas não podemos nos deixar abalar. Por não ser uma perda total, temos que sair de cabeça erguida e sempre olhando adiante, por mais difícil que seja no início. Nâo vai ser a única nem a última vez que isso acontecerá e por mais que seja impossível prever, precisamos estar preparados para tudo na vida.

Nunca esqueçam: não existe derrota até perdermos para nós mesmos.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

BlogBlogs